Ironia, Interrupção e Montagem no Teatro Épico de Bertold Brecht

Brecht opõe o seu teatro épico ao teatro, dramático no sentido estreito do termo, a partir do qual Aristóteles formulou a sua teoria. É por isso que Brecht apresenta a dramaturgia correspondente como não-aristotélica, tal como Riemann criou uma geometria não-euclidiana. Walter Benjamin, “O que é o Teatro Épico”, Oeuvres III, p. 321. Brecht, segundo…

Eduard Fuchs: a História de Arte nas velas do Materialismo Dialéctico

A recusa da ideia de um contínuo da história postulada no ensaio sobre Fuchs tem de ter consequências epistemológicas; uma das mais importantes dessas consequências parece-me ser a determinação das fronteiras traçadas para o conceito do progresso na história. Walter Benjamin, “carta de Benjamin a Horkheimer, datada de 24 de Janeiro de 1939”, in GB,…