Ironia, Interrupção e Montagem no Teatro Épico de Bertold Brecht

Brecht opõe o seu teatro épico ao teatro, dramático no sentido estreito do termo, a partir do qual Aristóteles formulou a sua teoria. É por isso que Brecht apresenta a dramaturgia correspondente como não-aristotélica, tal como Riemann criou uma geometria não-euclidiana. Walter Benjamin, “O que é o Teatro Épico”, Oeuvres III, p. 321. Brecht, segundo as biografias de Walter Benjamin, nunca lhe terá perdoado o … Continue a ler Ironia, Interrupção e Montagem no Teatro Épico de Bertold Brecht

Eduard Fuchs: a História de Arte nas velas do Materialismo Dialéctico

A recusa da ideia de um contínuo da história postulada no ensaio sobre Fuchs tem de ter consequências epistemológicas; uma das mais importantes dessas consequências parece-me ser a determinação das fronteiras traçadas para o conceito do progresso na história. Walter Benjamin, “carta de Benjamin a Horkheimer, datada de 24 de Janeiro de 1939”, in GB, VI, p. 198. No regresso de Ibiza a Paris, em … Continue a ler Eduard Fuchs: a História de Arte nas velas do Materialismo Dialéctico

Jacques Derrida e Walter Benjamin: Considerações em torno da Parábola “Diante da Lei”

O princípio de acordo com o qual estatuo: a culpa está sempre acima de qualquer dúvida. (Kafka, Na Colónia Penal, 2004, p. 186) Assim, como o diz Kafka, existe uma esperança infinita, simplesmente ela não é para nós. Esta frase contém realmente a esperança de Kafka. É a fonte da sua irradiante serenidade. (Benjamin, Briefe II, 1993, p. 763) Permanece algo de obscuro e profundamente … Continue a ler Jacques Derrida e Walter Benjamin: Considerações em torno da Parábola “Diante da Lei”

O acordo secreto: Uma leitura derrideana de Walter Benjamin

Por Maria João Cantinho[1] Ao arrepio das correntes do pensamento filosófico da década de 90, Derrida reconhecia-se um herdeiro de Marx, assumindo inequivocamente a sua filiação. É, com efeito na sua obra Spectres de Marx, publicada em 1993 que o autor explicita claramente a sua posição, dizendo que seria uma lacuna, ou melhor, um “erro” do nosso pensamento não ler ou não discutir Marx, ou … Continue a ler O acordo secreto: Uma leitura derrideana de Walter Benjamin

Entrevista com Márcio Seligmann-Silva

Obra de Walter Benjamin é essencial para pensar “século de catástrofes” Em entrevista, Márcio Seligmann-Silva explica por que Walter Benjamin é cultuado na América Latina como uma figura simbólica e de que forma sua obra tem auxiliado na construção de uma “cultura da memória” no continente. No contexto de um simpósio sobre a atual recepção da obra do pensador alemão Walter Benjamin (1892-1940), que aconteceu … Continue a ler Entrevista com Márcio Seligmann-Silva

La langue qui est à venir: le temps de la communauté

Le monde messianique est le monde de l’actualité totale et intégrale. Ce n’est qu’en lui qu’existe une histoire universelle. Ce qui est appelé aujourd’hui de ce nom, ne peut être qu’une sorte d’espéranto. Rien ne saurait lui correspondre tant que la confusion née de la tour de Babel subsiste. C’est qu’elle suppose une langue dans laquelle tout texte d’une langue vivante ou morte doit pouvoir … Continue a ler La langue qui est à venir: le temps de la communauté